O que é investimento anjo e qual a hora de procurar um?

Na vida de um empreendedor, saber o momento de procurar um investidor anjo pode ser complicado. No episódio 1 de “Papo com Elas”, Adriana Karam, investidora anjo e presidente do Grupo Educacional Opet, fala um pouco sobre sua jornada como investidora, dos desafios de assumir uma empresa familiar e de seus projetos na área. 

O que é investimento anjo?

Por conceito, o investimento anjo é um investimento realizado por alguém, ou por um grupo em uma startup em fase inicial que tenha potencial de crescimento. O investidor anjo (também chamado de Angel Investor ou Business Angel) é um empreendedor/empresa que já tem um histórico de sucesso no mercado e procura contribuir com a startup não somente com o capital, mas com conhecimento estratégico: o chamado smart money. Geralmente o investidor anjo recebe entre  5 e 15% da participação na empresa. 

Adriana Karam conta que a decisão de se tornar investidora anjo veio quando ela percebeu a necessidade de ampliar seu campo de visão e a vontade de contribuir com o ecossistema de inovação a partir de sua experiência. “Quando você trabalha com investimento anjo, você não traz só o recurso financeiro, você traz o seu conhecimento. É um smart money que você está trazendo. A partir das startups, você também faz uma transformação na sociedade,” comenta.

Existem diversas formas de procurar um investimento anjo ou de se tornar um investidor. Uma dica valiosa dada por Adriana, tanto para as startups quanto para futuros investidores, é procurar por grupos de investidores anjos, que são grupos de profissionais com experiência na área. Outra alternativa comum é procurar por fundos de investimento que focam em investimento anjo, como o BMG Uptech e a Domo Invest BNDES.

Adriana também dá outra dica para quem também quer se tornar investidor anjo: “Comece pequeno, existe um tempo de aprendizagem para afinar as percepções. Saiba também que é um investimento de risco e que isso faz parte do processo. Então não pense que serão resultados imediatos.”

O momento certo

Brazucas: Qual o momento para uma startup procurar um investidor anjo e quais os pontos no pitch que fazem os olhos dos investidores brilharem?

Adriana: Eu acho que uma startup está no ponto de buscar um investimento anjo quando ela já tem um MVP (Minimum Viable Product), ela já tem um produto e testou ele. Não precisa ter um público gigante, mas que já tenha experimentado essa situação de ter um produto que atenda uma necessidade e um público para ele. E claro, que haja demanda para aquele produto. É ideal que já tenha um pouco de venda para buscar uma aceleração. 

Encanta os olhos quando a gente vê que existe o produto que atende a uma necessidade real das pessoas e um mercado grande. A gente sempre olha a questão do tamanho do mercado que aquela solução irá trabalhar, porque precisamos do mercado para poder atuar e crescer. A ideia de uma startup é que seja uma empresa de base tecnológica e a gente quer um crescimento exponencial, e para fazer isso, você precisa ter onde vender. É uma característica importante que a empresa entenda muito do mercado e saiba onde irá atuar, o que vai fazer e o que não vai fazer. 

Na minha experiência, um dos elementos decisivos também é ter um time que se complementa. Quando a gente vê no empreendedor a capacidade de realização, a capacidade de identificação de oportunidades e humildade, também é algo muito relevante.

Quer saber mais sobre investimento anjo e ouvir outras dicas de Adriana Karam? A entrevista completa para o Brazucas no Vale você pode conferir no Spotify

1 thought on “O que é investimento anjo e qual a hora de procurar um?”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *